Charles Gibson


Nasceu ele na casa de Ponte d’Uchoa em 18 de dezembro de 1852, tendo fica órfão aos 10 anos de idade.

Aos 17 anos, em 26 de julho de 1869, casou-se com Anna Theodora do Rego Barros (livro 08, folha 640 da Matriz de Santo Antonio). Ela era filha de Sebastião Antonio do Rego Barros e de Leopoldina Francisca da Rocha, sua esposa em segundas núpcias.

Charles ocupou o cargo de vice-consul da Inglaterra no Recife. Não tinha uma ocupação rentável fixa e se mantinha com serviços de tradução de telegramas para os jornais locais, recebendo frequentemente ajuda financeira dos irmãos.

Segundo a tradição oral da família, Charles tornou-se alcóolatra e tipo popular das Ruas do Recife. Foi encontrado morto na rua. Segundo Altair Magalhães quando Charles ia em casa de parentes - geralmente para pedir dinheiro, as crianças se escondiam com medo da figura.  

Foi sepultado no Cemitério de Santo Amaro, viúvo, em 10 de abril de 1909.

Não deixou descendentes.

Caso você queira contribuir com nosso trabalho, com outras informações, fotos ou documentos que possam enriquecer esta postagem, pedimos que entre em contato com gustavogibson@gmail.com  Todos agradecemos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget